A Bruxa 2016 Nervos nerds a flor da pele!


Olá pessoal!
Hoje vamos dar uma dica para os apaixonados por filmes de suspense, a pauta hoje é o longa “A Bruxa”. Apesar de ser um filme que estreou este ano ainda não tínhamos tido a oportunidade de ver, mas a oportunidade finalmente surgiu e eis aqui a nossa crítica.
O filme se passa no século XVII em meio a uma família extremamente religiosa que foi banida da colônia e vai morar próximo a uma floresta. A família composta por um casal com 5 filhos, sendo o mais novo ainda um bebê (Sam), os gêmeos, um menino (Caleb)  e a mais velha uma adolescente (Thomasin), tudo andava bem até que a jovem Thomasin perde o irmão caçula, de repente as coisas começam a ficar estranhas a vários acontecimentos começam atormentar a família.

Basicamente é isso, mais que isso vai ser spoiler e nós do JaN não estamos aqui para isso, o que vamos fazer agora é comentar sobre o filme em si.
A Bruxa traz o horror cru, você está ali vendo a história da família acontecer diante dos olhos e não pode fazer nada, vê cada acontecimento despedaçando aquelas pessoas pouco a pouco, vê uma família cristã perder sua fé até a última gota. O demônio desse filme está entre eles todo o tempo, mas não é o demônio estereotipado que estamos habituados, nesse filme o demônio corrompe a alma das pessoas sem sussurrar nada nos ouvidos deles, ele simplesmente está ali e no fundo você sabe exatamente quem ele é, você o vê nas cenas apesar de ele não estar realmente ali, você pode vê-lo na voz e nas palavras das pessoas, nas ações e expressões sem que ele os tenha possuído ou dissuadido, ele é meticuloso, astuto e faz de tudo para conseguir o que ele quer, ele destrói cada alicerce da família até por fim triunfar e requerer seu troféu.


É um filme tenso do inicio ao fim, a trilha sonora é enervante, não é um filme que dá sono, te deixa ligado, com cada nervo a flor da pele, as cenas tem o poder de te prender de tal forma que você prende a respiração, mas nem percebe, é um filme que te deixa de pupilas dilatas, que desperta o instinto primitivo do medo, aquele que não te faz pensar e sim agir, que te deixa alerta, que aguça todos os sentidos, eu (Lila) ouvia o inglês quase tão perfeitamente que mal lia as legendas, como se eu efetivamente entendesse o inglês fluentemente.
Aliás a impressão mais bizarra que eu (Lila) tive do filme foi a de que eu era o demônio, porque eu via as expressões deles e em muitos momentos eles estavam olhando pra mim, como se a quarta barreira houvesse sido quebrada e eu fosse o grande mau que assolava aquela família, o mau que vinha da floresta, as frames são de observador, sempre como observador, como se  expectador estivesse a espreita vendo a família sendo destruída por dentro e isso é assustador.
Enfim, se você não tolera terror, e quando usamos o termo terror estamos nos referindo a seu significado real que é pavor, medo, tensão e não susto como associamos quando se fala de filmes do gênero, porque “A Bruxa” não tem um único susto sequer, você não é  pego desprevenido, algumas coisas acontecem sem que você espere sim, mas de alguma forma você sabe que vai acontecer.

Se você não tolera esse tipo de medo, é um filme que deve ser ignorado, pegue um outro filme e viva sua vida sem esta experiência, porque é um filme que explora o medo, o horror e desnuda a alma e a fraqueza humana, ele demonstra a fragilidade da fé e o quanto o ser humano se agarra a fé e o quanto mesmo assim ainda falha, o quanto o medo pode dominar e desestruturar e isso se torna uma experiência única porém de apreciação de poucos, o filme foi feito para ser conceitual, e apreciado, não foi feito para ser vendido e disseminado, é um daqueles filmes que você verá e nunca mais se esquecerá, mas que se não possuir a visão holística e despretensiosa vai odiar e dizer que é o maior lixo que já assistiu.
Então, para os que gostam de se desafiar, para os que apreciam visões filosóficas, artísticas e frias das coisas, para as pessoas desapegadas a estereótipos, para aqueles que gostam de um bom desafio, é um filme sensacional, agora se você é conservador, deixe fora da lista.

Trailer:



Um abraço pra vocês. Deixe seu comentário sobre o filme, para que saibamos como esta experiência foi pra você.

Juntando as Nerdices

2 comentários:

  1. Um filme sensacional, falei mal do filme após sair do cinema (eu não tinha entendido o final e eu não senti o arrepio que o *Marketing* disse) mas bastou sentir e entender o filme verdadeiramente que morro de medo até hj, trilha sonora é assustadora e arrepiante... Atores excelentes... Recomendo muito esse filme!

    Ótima critica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Jean! Obrigada pelo elogio e pela visita!Realmente um ótimo filme, mas não é pra qualquer um... Volte sempre!

      Excluir

Deixe seu comentário, ele é importante para o nosso feedback, sugestões sempre serão muito bem vindas, mas por gentileza, não deixe comentários maldosos ou grosseiros, criamos nosso conteúdo com carinho, respeite nosso trabalho.